Madeira

  • 115.jpg
  • 105.jpg
  • 114.jpg
  • 101.jpg
  • 108.jpg
  • 104.jpg
  • 100.jpg
  • 116.jpg
  • 113.jpg
  • 23A.jpg
  • 107.jpg
  • 106.jpg
  • 112.jpg
  • 22A.jpg
  • 110.jpg
  • 111.jpg
  • 103.jpg
  • 109.jpg
23 February 2014
Autor :  
Freguesia da Camacha Arquivo Cantinho da Madeira

Camacha: a freguesia, onde em 1875 se jogou futebol pela primeira vez, é composta por cerca de 7 500 habitantes. O folclore e o artesanato prendem as atenções dos visitantes e são o motivo de projeção internacional da Camacha. O reconhecimento pelo desenvolvimento da freguesia aconteceu em julho de 1994, altura em que a Assembleia Legislativa da Madeira aprovou a elevação da Camacha a Vila.

Ao nível do artesanato a Vila identifica-se pelas tradicionais peças em obra de vimes reconhecidas praticamente em todo o mundo. Um trabalho minucioso que infelizmente tem vindo a desaparecer. Há cada vez menos artesãos e os mais novos recusam seguir a profissão. O Bordado Madeira também tem expressão na freguesia.

O folclore é outro marco fundamental. Maria Ascensão, nascida na Camacha em Maio de 1926, foi uma figura incontornável na promoção do “bailinho”. Levou o folclore aos quatro cantos do mundo mantendo uma ligação especial com a comunidade emigrante. A “alegre cantadora”, como era conhecida, faleceu em março de 2001.

Anualmente, no mês de agosto, o Largo da Achada recebe o “Festival de Arte Camachense”, onde se inclui a Gala de Folclore “Maria Ascensão”. Uma oportunidade para divulgar os diversos grupos culturais existentes na Camacha.

A Festa da Maçã é outro dos eventos da freguesia. Acontece no mês de outubro como forma de homenagear os produtores da Camacha e garantir um maior escoamento do produto. A criação de novos pomares abre boas perspetivas em relação ao futuro.

Deixe o seu comentário

Multimédia

Madeira em Vídeo

Cantinho da Madeira

O Cantinho da Madeira é um projeto direcionado para a comunidade portuguesa, criado em julho de 2006. O portal, sem fins lucrativos, contempla uma rádio online com programas regulares produzidos por portugueses na diáspora.

 

Nossos visitantes

7446902
HojeHoje2201
OntemOntem6320

Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree