CARNAVAL

  • 6.JPG
  • 4.JPG
  • 15.JPG
  • 2.JPG
  • 13.JPG
  • 5.JPG
  • 7.JPG
  • 11.JPG
  • 3.JPG
  • 14.JPG
  • 8.JPG
  • 9.JPG
  • 1.JPG
  • 12.JPG
  • 10.JPG

Enchente nas praias

As temperaturas elevadas dos últimos dias estão a levar milhares de madeirenses às praias. Uma verdadeira enchente sobretudo ao fim-de-semana. 

Casa das Mudas

Foi o primeiro Centro Cultural construído de raiz na ilha da Madeira da autoria do Arquitecto Paulo David Andrade e promovido pelas Sociedades de Desenvolvimento.

Inaugurado em 2004, o Centro das Artes está implantado numa área de 12.000m2 e dispõe de vários espaços polivalentes que vão desde o Centro de exposições às oficinas artísticas, passando pela biblioteca, pela área de serviços educativos e o depósito de obras de arte.

O Centro das Artes já realizou vários eventos culturais como sessões de Teatro, Ópera, Jazz, Bailado e Cinema. A excelência da arquitectura mereceu o reconhecimento Nacional e Internacional com a atribuição de vários prémios.

Freguesias da Calheta

A Freguesia da Calheta foi criada no ano de 1430: é uma das mais antigas da ilha da Madeira e foi uma das primeiras a ser explorada pelos primeiros colonizadores. Actualmente conta com 3403 habitantes (Censos 2011). O orago é o Espírito Santo.

Estreito da Calheta

Freguesia criada no Século XV ficando o seu nome a dever-se à denominação de um pequeno lugar: estreito. De acordo com os Censos de 2001, esta freguesia acolhe 1667 habitantes.

Jardim do Mar

É uma freguesia pequena procurada sobretudo por surfistas que encontram naquela localidade as ondas propícias para galgar. O orago é Nossa Senhora do Rosário. De acordo com os censos de 2001 tem 202 habitantes distribuídos por uma área de 2,55 km².

Paul do Mar

O seu nome fica a dever-se às características geográficas da localidade que em tempos chegou a ter uma indústria de conserva de atum para exportação. Ainda hoje continua a ser um importante centro piscatório.
As ondas são consideradas das melhores da Europa. Um facto que é aproveitado para a prática de surf.
Nesta freguesia podemos apreciar azulejos pintados à mão, trabalhos em canavieira bem como figuras feitas com palha de bananeira.

 Ponta do Pargo

Apesar das novas ligações viárias continua a ser uma das freguesias mais distantes do Funchal. Está situada no extremo sudoeste da Madeira. O seu nome deve-se à pesca de um peixe que dizem ser muito semelhante ao Pargo.
A costa marítima é considerada perigosa para a navegação, razão pela qual foi construído um farol na Ponta da Vigia, inaugurado em Junho de 1922.

Arco da Calheta

Freguesia criada em 1572. Acolhe 3113 habitantes.

 Fajã da Ovelha

O nome desta freguesia está eternamente associado a um fenómeno que continua vivo na memória do povo. Reza a história que um desmoronamento de terras acabou por colher uma ovelha.
A Fajã da Ovelha foi criada em meados de século XVI. Actualmente tem 904 habitantes.

Prazeres

O seu nome fica a dever-se a uma pequena ermida em honra a Nossa Senhora dos Prazeres.
Tornou-se independente da Fajã da Ovelha a 18 de Dezembro de 1676. Conta actualmente com 830 habitantes.

Calheta

É uma das mais antigas paróquias da Madeira, sendo mesmo uma das primeiras localidades a ser exploradas em termos agrícolas. Chegaram a existir 8 engenhos de cana-de-açúcar. Actualmente só 1 está em funcionamento. O concelho foi criado a 1 de julho de 1502 por Carta Régia de D. Manuel I, também conhecido pelo Venturoso
Neste concelho fixaram-se vários nobres, fidalgos e cavaleiros alguns dos quais viram os seus nomes perpetuados nas Lombadas, como por exemplo, Lombo do Doutor e Lombo do Atouguia.

A principal actividade económica continua a ser a agricultura em particular o cultivo da cana-de-açúcar e da banana. É na Calheta que se localizam alguns dos pólos de atracção turística, como é o caso da praia de areia amarela e o Centro das Artes - Casa das Mudas.

Localização

Está situado entre o sul e o extremo oeste da Ilha da Madeira.
A viagem entre a Capital e a Calheta, através das novas ligações viárias, está estimada entre os 25 e os 35 minutos. O concelho é delimitado pelo Porto Moniz, São Vicente e Ponta do Sol.

População: 11 920 habitantes (Censos 2011)

Área: 110 km2 é um dos municípios mais extensos da Região Autónoma

Festas e Romarias Principais

Entre as muitas festividades religiosas e profanas, destacam-se: a Festa do Pêro, em Setembro na Ponta do Pargo; o arraial do Loreto, a 8 de Setembro no Arco da Calheta e o Encontro de Grupos Corais na Calheta.

Oragos

Nossa Senhora das Neves; Espírito Santo; Senhor de São Brás; Nossa Senhora da Graça; São João Baptista; Nossa Senhora do Rosário; Santo Amaro e São Pedro.

Feriado: 24 de Junho (Dia de São João)

Festa da Lapa

O pitoresco porto de pesca do Paul do Mar transforma-se em espaço de arraial por ocasião da Festa da Lapa. São 3 noites de diversão e boa gastronomia. Destaque para as lapas frescas grelhadas (habitualmente com manteiga, alho e limão): prato favorito dos forasteiros. As várias barracas de comes e bebes garantem uma quantidade razoável de pratos típicos apreciados pelos clientes. Centenas de pessoas, entre residentes e turistas, percorrem as ruas estreitas da freguesia que dão acesso ao porto de abrigo.
Uma afluência elevada de visitantes que, em muito, dinamiza a economia local, em particular bares, restaurantes e as unidades hoteleiras da freguesia.
A Festa da Lapa acontece no mês de julho. É organizada pela Casa do Povo do Paul do Mar.

Mostra da cana-de-açúcar

Em finais de Abril, princípios de Maio, tem lugar no Mercado dos Agricultores dos Canhas, Ponta do Sol, na Costa Oeste da Ilha a Mostra da Cana-de-Açúcar.

O concelho é predominantemente agrícola e outrora, juntamente com o da Calheta, foi um dos principais concelhos produtores da cultura sacarina na Madeira. 

Nesta Feira poderá visitar exposições sobre a cana-de-açúcar e processo de produção do mel-de-cana, ou mesmo participar na apanha da cana que decorre na manhã de sábado.
Como em todas as festas populares há barracas de comes e bebes, muita música e animação.

Conheça mais sobre a história da cana-de-açúcar.

Page 1 of 2

Cantinho da Madeira

O Cantinho da Madeira é um projeto direcionado para a comunidade lusófona criado em julho de 2006. O portal, sem fins lucrativos, contempla uma rádio online com programas regulares produzidos por portugueses na diáspora.
Somos Marca Nacional com registo na Sociedade Portuguesa de Autores.

Nossos visitantes

6370009
HojeHoje5572
OntemOntem3542
Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree