Madeira

  • 103.jpg
  • 108.jpg
  • 110.jpg
  • 104.jpg
  • 109.jpg
  • 22A.jpg
  • 106.jpg
  • 100.jpg
  • 105.jpg
  • 107.jpg
  • 23A.jpg
  • 101.jpg

Festa das Tosquias

A tradição cumpre-se, todos os anos, na Ribeira dos Boieiros - Camacha, com uma forte afluência de pessoas. Organizada pela Junta de Freguesia da Camacha, a festa pretende, antes de mais, valorizar uma tradição que se encontra ameaçada. Na realidade, o pastoreio atualmente existente na Ilha da Madeira é pouco expressivo quando comparado com o que acontecia no passado.

Apesar de tudo, de ano para ano, a Festa das Tosquias tem vindo a ganhar adeptos, fazendo relembrar outros tempos, em que os criadores e famílias (muitos mais do que agora), reuniam-se em trabalho e cantorias num dia festivo.

Em ambiente alegre, com as tradicionais barraquinhas de comes e bebes, o gado ovino é tosquiado ao mesmo tempo que se aproveita a oportunidade para o negócio, que é o mesmo que dizer, para comprar ou vender uma ou outra cabeça de gado. 

Os visitantes podem desfrutar de um vasto programa de animação, com bandas de música, grupos folclóricos, de pavilhões específicos para a venda de artigos feitos de lã de ovelha e de exposições fotográficas sobre a tosquia.

As festas em louvor do Divino Espírito Santo são vividas com forte intensidade em todas as paróquias da Madeira.

A devoção deverá ter “nascido” com a descoberta e povoamento da Ilha, no início do século XV. Reza a história que João Gonçalves Zarco terá indicado o espaço para a construção de uma Capela em honra do Espirito Santo, em Câmara de Lobos. Uma manifestação de Fé comprovada pelas diversas Capelas que, entretanto, lhe foram dedicadas ao longo do Arquipélago da Madeira e pelas pinturas existentes no interior de muitas Igrejas.

As Visitas Pascais iniciam-se uma semana após o Domingo de Páscoa e prolongam-se até à Solenidade da Ascensão.

A tradição é vivida com intensidade pelas famílias madeirenses bem como junto das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo. É comum, em muitos lares, uma limpeza das casas ao pormenor para receber o Pároco ou o representante da Igreja. A família e os amigos mais próximos juntam-se. As refeições são melhoradas para este dia com bolos, doces, licores, entre outras iguarias.

Regra geral, as “saloias” integram as visitas. São crianças vestidas com traje vermelho ou com o traje típico regional. Em alguns locais vão “decoradas” com ouro e carregam cestos com flores. Habitualmente cantam versos típicos do Espirito Santo acompanhadas ou não por instrumentos tradicionais.

“O Divino Espirito Santo

é o nosso consolador

consolai a nossa alma

quando deste mundo for…”

Depois da bênção, os donos da casa beijam as Insígnias em sinal de respeito e devoção. Na bandeja ou “coroa” são depositadas as ofertas. Os fundos recolhidos são utilizados nas ações da Igreja, por exemplo, na ajuda aos mais carenciados.

Divino Espirito Santo na Camacha

Conhecida por ser a Capital da Cultura Madeirense, a Camacha vive com forte intensidade as Visitas Pascais.

Regra geral o programa acontece durante 3 dias, culminando na conhecida “segunda-feira da Camacha”. A festa do Espírito Santo inicia-se, no sábado, com a deposição de flores no cemitério em homenagem aos “Imperadores” falecidos. No domingo decorre a visita simbólica das Insígnias aos estabelecimentos comerciais do centro da Vila, seguindo-se o cortejo do Pão em benefício dos mais carenciados da freguesia. Na segunda-feira procede-se à eleição do “Imperador” das festas para o ano seguinte.

Festa da Cebola

A Festa da Cebola tem lugar no centro da Cidade do Caniço. Para além da habitual exposição de cebolas, com várias atrações musicais e de variedades, esta é uma oportunidade para se deslocar ao Caniço e desfrutar de várias iguarias. 

Esta iniciativa assume importância acrescida para os agricultores que, desta forma, conseguem escoar algumas toneladas de cebola. 
Trata-se de uma festa de cariz popular com ponto alto no domingo com o cortejo alegórico e o leilão alusivo à cebola.

Em finais de Abril, princípios de Maio, tem lugar no Mercado dos Agricultores dos Canhas, Ponta do Sol, na Costa Oeste da Ilha a Mostra da Cana-de-Açúcar.

O concelho é predominantemente agrícola e outrora, juntamente com o da Calheta, foi um dos principais concelhos produtores da cultura sacarina na Madeira. 

Nesta Feira poderá visitar exposições sobre a cana-de-açúcar e processo de produção do mel-de-cana, ou mesmo participar na apanha da cana que decorre na manhã de sábado.
Como em todas as festas populares há barracas de comes e bebes, muita música e animação.

Conheça mais sobre a história da cana-de-açúcar.

Festa da Flor

A Festa da Flor acontece, como é óbvio, na Primavera (regra geral no mês de Abril). Uma homenagem às flores madeirenses que termina no domingo com um cortejo alegórico pelas principais ruas do Funchal.

Na véspera, ou seja, no sábado as crianças são convidadas a construir o "Muro da Esperança". Grupos de crianças colocam flores num moral natural construído no Largo do Colégio transmitindo desta forma uma mensagem de Paz ao Mundo.

Na placa central da Avenida Arriaga é habitual construírem-se tapetes florais - uma das tradições da Região Autónoma ainda presente nas Festas Religiosas. Há ainda a destacar a atuação de grupos folclóricos, exposição de flores e concertos variados.

Festa de São José

São José é o padroeiro da freguesia do Arco de São Jorge, no Concelho de Santana. O dia festivo é assinalado a 19 de março, dia do Pai. Em honra de São José terá sido erigida uma Igreja precisamente a 19 de março de 1744.

No entanto, a festa prolonga-se por vários dias. As cerimónias religiosas são incluídas na denominada “Semana de São José”. Um conjunto de eventos de carater cultural e de lazer associa-se a esta festividade marcada ainda pela atuação de grupos musicais e de artistas da Região Autónoma da Madeira.

Page 8 of 14

Madeira em Vídeo

Cantinho da Madeira

O Cantinho da Madeira é um projeto direcionado para a comunidade lusófona criado em julho de 2006. O portal, sem fins lucrativos, contempla uma rádio online com programas regulares produzidos por portugueses na diáspora.
Somos Marca Nacional com registo na Sociedade Portuguesa de Autores.

Nossos visitantes

6732935
HojeHoje4352
OntemOntem5633
Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree