Retratos da Madeira

  • 7A.jpg
  • 19A.jpg
  • 12A.jpg
  • 31A.jpg
  • 5A.jpg
  • 16A.jpg
  • 26A.jpg
  • 9A.jpg
  • 29A.jpg
  • 23A.jpg
  • 30A.jpg
  • 37A.jpg
  • 24A.jpg
  • 10A.jpg
  • 25A.jpg
  • 34A.jpg
  • 8A.jpg
  • 13A.jpg
  • 1A.jpg
  • 18A.jpg
  • 22A.jpg
  • 21A.jpg
  • 6A.jpg
  • 14A.jpg
  • 28A.jpg
  • 50.jpg
  • 11A.jpg
  • 35A.jpg
  • 32A.jpg
  • 33A.jpg
  • 20A.jpg
  • 4A.jpg
  • 36A.jpg
  • 3A.jpg
  • 15A.jpg
  • 27A.jpg
  • 17A.jpg

Ribeira Brava

O povoamento da Ribeira Brava iniciou-se no século XV. É o concelho mais recente da Ilha. Foi fundado a 6 de Maio de 1914 graças aos esforços do Visconde Francisco Correia Herédia. Foi esta personalidade que apostou no desenvolvimento da Ribeira Brava, tais como no alargamento de ruas, construção de um teatro, e reedificação do forte de São Bento.

Graças à localização privilegiada, a Ribeira Brava é atualmente um ponto de passagem e um elo entre o Funchal e os restantes municípios a oeste da Ilha. 

Localização: Fica situado na costa sul da Ilha a oeste da Cidade do Funchal. É delimitado pelos concelhos de Câmara de Lobos, Ponta do Sol e São Vicente.

População: 13 232 habitantes (Censos 2011)

Área: 79 km2

Festas e Romarias Principais: a mais assinalada é a de São Pedro (29 de Junho)

Oragos: Santíssima Trindade, São Bento, São Brás e Nossa Senhora da Ajuda.

Feriado: 29 de Junho (Dia de São Pedro)

Festa das Candeias

A tradição, pouco conhecida da maioria dos madeirenses, realiza-se anualmente, a 2 de fevereiro, na Capela de Nossa Senhora das Candeias, no sítio dos Zimbreiros, na freguesia da Tabua.

É organizada pelo povo da localidade e/ou, em alguns anos, por festeiros. O facto de acontecer no início do ano faz com que não seja muito frequentada por emigrantes madeirenses na diáspora. Por essa razão, a Senhora das Candeias é assinalada sobretudo pelos residentes na freguesia ou em localidades vizinhas.

A festa começa no primeiro dia de fevereiro com a novena celebrada pelo pároco local. À noite são distribuídas candeias aos forasteiros. De acordo com alguns moradores tratam-se de “velas fininhas que antigamente eram colocadas junto aos doentes em fase terminal”.

No dia seguinte realizam-se as cerimónias religiosas: a eucaristia seguida da procissão. A Capela e os arredores ficam engalanados para acolher os 2 dias de festa. Não faltam as barracas com comes e bebes e a música tradicional para animar o arraial.

Cantinho da Madeira

O Cantinho da Madeira é um projeto direcionado para a comunidade lusófona criado em julho de 2006. O portal, sem fins lucrativos, contempla uma rádio online com programas regulares produzidos por portugueses na diáspora.
Somos Marca Nacional com registo na Sociedade Portuguesa de Autores.

Nossos visitantes

6272413
HojeHoje2260
OntemOntem2675
Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree