Max: o cantor madeirense

O nome de Maximiano de Sousa fica para sempre associado à história da música portuguesa. O cantor, compositor, ator e músico, mais conhecido por Max, nasceu a 20 de janeiro de 1918, no Funchal.

Max era alfaiate de profissão mas foi na música que mais se destacou. Imortalizou canções que perduram no tempo como "Casei com uma velha"; "Pomba Branca"; "Porto Santo"; "31"; "Bailinho da Madeira"; "Mula da Cooperativa", entre outros. 

Evidenciou-se pelas canções humorísticas mas também cantou e dançou folclore. Participou igualmente no teatro de revista. 

Foi fundador e vocalista do Conjunto Tony Amaral. Iniciou a carreira a solo no continente e no estrangeiro em 1948, designadamente nos Estados Unidos, Angola, Moçambique, África do Sul, Argentina, Brasil, Austrália, Canadá, França e Alemanha, entre outros países.

Maximiano de Sousa ou Max morreu a 30 de maio de 1980. 11 anos foi inaugurado um busto em homenagem a Max no Largo do Corpo Santo, na Zona Velha do Funchal. Um trabalho da autoria da escultora Luísa Clode.

Lido 1389 vezes Última alteração em Sábado, 20 janeiro 2018 09:39

Media

Mais nesta categoria: « Roni de Melo Animaparty »

Artigos relacionados

Visitantes

8402548
Hoje465

O Cantinho da Madeira nasceu no ano 2006 com o objetivo de promover a Região Autónoma da Madeira, em especial junto da comunidade portuguesa no mundo.

Descarregue as nossas APP´s
para iOS e Android

Top
Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. More details…