Madeira

  • 105.jpg
  • 109.jpg
  • 22A.jpg
  • 111.jpg
  • 114.jpg
  • 107.jpg
  • 110.jpg
  • 115.jpg
  • 112.jpg
  • 106.jpg
  • 101.jpg
  • 103.jpg
  • 104.jpg
  • 113.jpg
  • 100.jpg
  • 108.jpg
  • 116.jpg
  • 23A.jpg

A laranjada

Como é sabido, os arraiais madeirenses distinguem-se pelos produtos típicos colocados à venda nas “barracas”. As bonecas de massa e os colares de rebuçados são os artigos mais genuínos, embora com tendência, para estarem menos representados nas festas madeirenses. Em outros tempos era quase obrigatório levar para casa “um colar de doces ao pescoço” e uma boneca de massa, sobretudo para os mais novos.

As bebidas de arraial também foram mudando com os novos tempos. O vinho seco foi substituído pela cerveja e mais recentemente pela poncha regional, feita à base de aguardente, sumo de limão e mel de abelhas.

No entanto, antigamente a bebida de arraial era uma mistura de vinho seco com laranjada ou então simplesmente laranjada para os mais pequenos. A título de curiosidade refira-se que a Laranjada (refrigerante gasoso com sabor a laranja) foi lançada em 1872 pela Empresa de Cervejas da Madeira. Ficou conhecida como uma bebida popular da Região Autónoma.

Colares de rebuçados

No balcão de vendas, os colares de rebuçados de cores diversas despertam a atenção.

Registam ainda alguma procura, embora com significado diferente em relação a outros tempos. Quando o dinheiro não dava para grandes despesas, o colar de rebuçados era a alegria dos mais novos. Com o passar dos anos, a variedade de guloseimas aumentou e os tradicionais colares acabaram por ficar para segundo plano.

Menos coloridos, mas com sabor típico surgem os rebuçados de funcho com aspecto artesanal (feitos a partir da planta aromática - funcho - que, de acordo com referências bibliográficas existia em abundância na Ilha de onde terá resultado o nome do concelho do Funchal).

Mais recentemente a essência do funcho foi substituída por eucalipto, maracujá ou banana aumentando assim a diversidade do produto comercializado em pequenos sacos de plástico e consumido por residentes e turistas.

Bonecas de Massa

A boneca de massa é outro atrativo dos arraiais que esteve em vias de desaparecimento, pois durante muito tempo a actividade não foi retomada pelos mais novos.

É feita à base de farinha, água, fermento, corante de ovo ou de tangerina e um pouco de sal. Os ingredientes são todos misturados e a massa resultante é guardada em saco de plástico. Uma pequena porção de massa é retirada e trabalhada manualmente de modo a dar vida à boneca tradicional.

São utilizadas sementes para os "olhos" e fitas coloridas para os cabelos e roupa.
Depois vai ao forno durante 20 minutos e está pronta a ser vendida ao cliente mais próximo.

A tradição das bonecas de massa foi recentemente retomada pela Casa do Povo do Curral das Freiras que convidou alguns habitantes da freguesia para aprenderem a moldar estas figuras. De modo a cativar os mais novos estão a ser feitos testes para o fabrico de bonecas com outros aditivos, como é o caso do chocolate e do cacau. 

» A homenagem a “Maria Salomé”

Importa recordar neste espaço o enorme contributo dado por Salomé Teixeira, infelizmente já falecida. É considerada um símbolo da arte popular madeirense.

Maria Salomé Teixeira era natural da freguesia do Caniço. Produzia as conhecidas bonecas de massa ou bonecas de maçapão. Maria Salomé nunca faltava a alguns arraiais em especial à Festa do Senhor Bom Jesus da Ponta Delgada.

 

Page 2 of 2

Multimédia

Descubra a Madeira

Julgamento dos Compadres

A Sentença dos Compadres é uma manifestação de cariz popular. Surgiu ...

Trabalhos em madeira

Dino Gouveia considera-se um artista. Com as mãos faz trabalhos em ...

Senhora do Sameiro

O monumento em honra de Nossa Senhora do Sameiro foi inaugurado a 23 ...

Batata Doce Gigante

A natureza surpreende-nos. De quando em vez oferece-nos produtos com ...

A homenagem do Centro Cultural de Londres

O Presidente do Centro Desportivo e Cultural Português de Londres ...

"Os Lordes" - Conjunto Musical

[tabs tabs type="vertical" style="red"]  [tab_item title='O ...

O Despique

O despique continua a ser um dos atrativos dos arraiais madeirenses. ...

Seis Po’Meia Dúzia

[tabs tabs type="vertical" style="red"]  [tab_item title='O grupo'] ...

Luis da Paixão Fernandes

Luís da Paixão Fernandes nasceu a 2 de Abril de 1915, no sítio da Boa ...

A matrícula

Esta matrícula está colocada em plena estrada do Paul da Serra. ...

Segunda Feira da Camacha

A tradição remonta aos tempos em que a Camacha integrava a freguesia ...

O estendal

É uma imagem de marca ainda em muitos lares madeirenses, sobretudo ...

O cavalo e o burro

A mensagem foi deixada numa das paredes do Jardim Municipal do ...

O recado

Lá diz o ditado que "o carteiro toca sempre duas vezes". Contudo, ...

Beterraba gigante

A natureza surpreende-nos. Foi colhida na freguesia de São Roque do ...

Amor a Portugal

Por alturas do Mundial, o dono desta casa preparou-se a rigor. Depois ...

Relógio de parede!

Os relógios marcam o tempo independentemente do local onde estejam ...

Abóbora gigante!

Mais um fenómeno da natureza. Esta abóbora é verdadeira. Os donos ...

Carro a gás!

Parecem ser sinais dos tempos de austeridade. O aumento constante do ...

Declaração pública de amor!

Há declarações e declarações de amor. Esta parece-nos original. Numa ...

Conversa de sanitas!

Este momento único foi captado algures nas proximidades do Cabo ...

Não urine no chão!

Há avisos que são para levar à letra. Há outros que depende um pouco ...

Amor ao Benfica

Há várias formas de manifestar amor e simpatia. Neste caso, os ...

Em tempos de crise...

Com menos dinheiro no bolso, há que improvisar quando ...

Regionalismos

Regionalismos são palavras ou expressões que passam de geração em ...

Grupo de Folclore do Porto da Cruz

 HISTORIAL DO GRUPO Inicialmente denominado “Grupo Folclórico e ...

José Silva

[tabs][tab_item title="O artista"] Nasceu no sítio da Achadinha, ...

"O palheirinho"

[tabs tabs type="vertical" style="red"][tab_item title="O ...

Sidónio Silva

[tabs tabs type="vertical" style="red"][tab_item title="O ...

Norberto Gonçalves

[tabs tabs type="vertical" style="red"] [tab_item title="O artista"] ...

João Luís Mendonça

[tabs tabs type="vertical" style="red"]  [tab_item title='O ...

Carina Freitas

[tabs tabs type="vertical" style="red"] [tab_item title="A ...

Grupo de Folclore do Rochão

O Grupo de Folclore do Rochão foi fundado a 17 de dezembro de 1986 ...

Grupo de Folclore da Boa Nova

 HISTORIAL DO GRUPO O Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova ...

Limoeiro

O limoeiro (Citrus limon) é uma pequena árvore com ramos jovens e ...

Alecrim

O Alecrim (Rosmarinus officinalis L.) é um arbusto com caules ...

Azeite de Louro

Entre as espécies endémicas de maior relevância na Região Autónoma da ...

Rotunda do Infante

O Chafariz da Rotunda do Infante é uma das imagens de marca da cidade ...

Fajã dos Asnos

O termo Fajã designa um terreno plano, em geral cultivável, de ...

Farol da Ponta do Pargo

O Farol da Ponta do Pargo, localizado no concelho da Calheta, foi ...

Quinta das Cruzes

A Quinta das Cruzes localiza-se junto ao Convento de Santa Clara ...

Parque Municipal do Monte

O Parque Municipal do Monte, ou Parque Leite Monteiro, ...

Quinta Monte Palace

A Quinta que atualmente é propriedade do madeirense Joe Berardo ...

Quinta do Monte

A Quinta do Monte é também conhecida por Quinta Gordon, Quinta ...

Parque Santa Catarina

É um dos maiores espaços verdes da cidade do Funchal com uma área de ...

Palácio de São Lourenço

Iniciada na primeira metade do século XVI, a edificação da fortaleza ...

Centro de Ciência Viva

O Centro Ciência Viva do Porto Moniz, num conceito mais abrangente ...

Forte de São José

O Forte localiza-se na cidade do Funchal. Ergue-se numa extremidade ...

Centro da Freira

O Centro da Freira da Madeira é um espaço que pretende aproveitar o ...

Casa das Mudas

Foi o primeiro Centro Cultural construído de raiz na ilha da Madeira ...

Madeira em Vídeo

Cantinho da Madeira

O Cantinho da Madeira é um projeto direcionado para a comunidade portuguesa, criado em julho de 2006. O portal, sem fins lucrativos, contempla uma rádio online com programas regulares produzidos por portugueses na diáspora.

 

Nossos visitantes

7073208
HojeHoje1954
OntemOntem8692

Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree