ÚLTIMAS RCM

  • Em nome da lei - Assédio no trabalho
  • SOS Consumidor - Marcar férias online
  • Entrevista - The Gift
  • Hora do Conto - Não deixes o pombo ficar acordado
  • Sementes de Fé - A lei de Deus é o amor
  • Alterações lei propriedade horizontal
  • Ofícios - Lavadeiras
  • Entrevista - Dinis Bites
  • Hora do Conto - Tu és tu
  • Sementes de Fé - Pentecostes
  • Banda Sonora - Top Gun
  • Gente da Minha Terra - Guida Vieira
  • Entrevista - Léo & Leandro
  • SOS Consumidor - Planear as férias
  • Sementes de Fé - Ascenção do Senhor
  • DATE 08/12/2020

As medidas impostas pelo Governo Português para combater a pandemia levaram muitas empresas a recorrer ao regime de Lay-Off justificado pelas quebras acentuadas na faturação.

No entanto, o subsídio de Natal dos trabalhadores em Lay-Off terá de ser pago por inteiro. O motivo é simples: a Segurança Social comparticipa parte deste subsídio. O valor da comparticipação depende do tipo de regime em que se encontra a empresa. Se a empresa tiver recorrido à Lay-Off com suspensão total da atividade, a Segurança Social vai pagar 50% do valor.

Paula Mano, da Sociedade de Advogados Mano e Rodrigues, exemplifica o que está previsto na legislação.

 

Lido 713 vezes Última alteração em quarta-feira, 16 dezembro 2020 00:02
Tagged under:

Artigos relacionados

Visitantes

13368428
Hoje641

O Cantinho da Madeira nasceu no ano 2006 com o objetivo de promover a Região Autónoma da Madeira, em especial junto da comunidade portuguesa no mundo.

Descarregue as nossas APP´s
para iOS e Android

Top
Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. More details…