ÚLTIMAS RCM

  • António Manuel Ribeiro, vocalista UHF, em entrevista à RCM
  • Márcio Amaro: Da Camacha para o mundo da música
  • Colares de "Maios" (vídeo)
  • Sylvia a cantar "Até ao infinito". Oiça a entrevista
  • Maria Leal entrevistada na Rádio Cantinho da Madeira
  • Roni de Melo: Do Brasil para Portugal
  • Nelo Ferreira: de Matosinhos para o Mundo.
  • Já validou as faturas no Portal das Finanças? Conheça os prazos.
  • Valter Duarte: "The Villain".
  • Vozes do Atlântico - Max. Recorde o vídeo.
  • Dias da Festa: Gastronomia na Venezuela
  • Dias da Festa: regresso dos "embarcados"
  • Dias da Festa: Dia da Imaculada Conceição
  • Dias da Festa: Sinais do Natal
  • DECO alerta para uso correto do cartão de crédito. Oiça as recomendações.
PUB
Dia das Sete Senhoras Arraial do Monte Arquivo Cantinho da Madeira

Dia das Sete Senhoras

O 15 de Agosto ficou conhecido, em outros tempos, como o “Dia das Sete Senhoras”. Uma referência aos sete locais da Madeira onde se celebram as Festas Marianas que assinalam a Solenidade da Assunção de Nossa Senhora.

A tradição mantém-se e, em alguns casos, as celebrações, são consideradas as mais importantes para madeirenses e porto-santenses.

As festas decorrem anualmente, nesta data, nas seguintes localidades:

Nossa Senhora do Monte: freguesia do Monte (Funchal) e no sítio dos Lamaceiros (Porto Moniz);

Nossa Senhora da Graça: freguesias do Estreito da Calheta, Estreito de Câmara de Lobos e ainda no sítio da Graça (Porto Santo);

Nossa Senhora da Guadalupe: freguesia do Porto da Cruz;

Nossa Senhora da Ajuda: Serra de Água

As novas acessibilidades permitem aos forasteiros levar viatura própria quase até às “portas” do arraial. No passado os forasteiros vinham a pé de vários cantos da Ilha.

Em todos os casos a celebração religiosa é complementada com o típico arraial madeirense sendo, por vezes, a maior festividade da localidade por coincidir com a padroeira da freguesia ou sítio.

» Arraial do Monte

É o arraial de maior destaque no mês de agosto. Celebra-se a padroeira do Funchal e de toda a Diocese. Mais do que uma tradição, que se arrasta há largos anos, é acima de tudo uma manifestação de fé que atrai milhares de pessoas ao centro da freguesia. A festa estende-se do Largo da Fonte às Babosas, conhecida pela Capela destruída durante o temporal de fevereiro de 2010 (um novo projeto será erguido no mesmo local).

O ponto alto acontece na véspera, a 14 de agosto. Antigamente os romeiros vinham a pé, em romagem. Agora chegam de viatura particular, de autocarro e mais recentemente há quem opte por se deslocar ao arraial através do Teleférico que liga o Almirante Reis às Babosas. Um meio de transporte mais cómodo libertando o visitante dos problemas de estacionamento, sempre evidentes neste tipo de arraial.

A Festa fica marcada pela forte animação promovida, de forma espontânea, por grupos improvisados que ao som do acordeão, rajão e de outros instrumentos musicais, interpretam quadras ao desafio que chamam a atenção dos que por ali passam. Assim se justifica a expressão popular “No dia 15 de agosto, todos os caminhos vão dar ao Monte”.

As ornamentações merecem particular atenção complementadas com as tradicionais barracas de comes e bebes. A espetada, o bolo do caco e as típicas sandes de carne de vinho e alhos marcam presença obrigatória no arraial.

No dia seguinte a vertente religiosa destaca-se. É o culminar das novenas que antecedem o 15 de agosto (nove eucaristias que servem para preparar a festa). A cerimónia religiosa é presidida pelo Bispo da Diocese do Funchal. É também neste dia que os fiéis pagam as promessas. Alguns percorrem de joelhos as dezenas de degraus que dão acesso ao templo. As velas multiplicam-se bem como outros artigos em cera.

» Arraial da Graça

No Porto Santo o Arraial da Senhora da Graça é dos mais fortes da Ilha. Esta Festa está para o Porto Santo como o Arraial do Monte para o Funchal. No dia 14 de agosto é obrigatório subir à ermida da Graça. Um encontro da fé e da tradição.

A iluminação desce pela montanha ao longo de 500 metros aproximadamente. Na estrada empedrada juntam-se as barracas com as comidas e bebidas tradicionais. A Festa tem a particularidade de reunir os residentes mas também as centenas de pessoas que se encontram de férias na ilha, no mês de agosto. No dia seguinte é celebrada a Eucaristia seguindo-se a Procissão.

Nas restantes localidades da Ilha a Solenidade é assinalada de idêntica forma colocando em evidência a devoção do povo madeirense e de muitos emigrantes de passagem pela Região Autónoma.

Lido 68009 vezes
Cantinho da Madeira

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Visitantes

18279668
Hoje104

Associação Cultural e Recreativa Cantinho da Madeira
NIPC 517 099 950
Registo na ERC: 700067

Descarregue as nossas APP´s
para iOS e Android

Top
Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. More details…